terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Um toque

“A literatura é essa trapaça da língua pela língua: ação ardilosa, de má-fé; fraude, logro. Essa trapaça salutar, essa esquiva, esse logro magnífico que permite ouvir a língua fora do poder, no esplendor de uma revolução permanente da linguagem, eu a chamo, quanto a mim: literatura”.

CODA: citação de Roland Barthes in Análise do Discurso & Literatura, Renato de Mello, organizador; Faculdade de Letras, UFMG, 2005.

Homero declamando seus poemas, por Sir Thomas Lawrence (Bristol, 1769 — Londres, 1830) ; pintor inglês que se distinguiu como retratista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário