domingo, 28 de março de 2010

Mulheres 30



"o amor não teminou nem um instante
na sua mão aberta -

a cada manhã me levanto mais longe
como se viajasse para o sul".

CODA: in Cançaõ depois do Amor, Estudos para seu Corpo, Fabrício Corsaletti, Cia. das Letras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A PRIMEIRA VEZ

(TERCEIRO CONTO DO LIVRO 'INCONTÁVEIS') A PRIMEIRA VEZ Ele bate a coronha da arma na minha cabeça e fico momentan...