quarta-feira, 26 de maio de 2010

LITERATURA NO QUINTAL


“A capacidade de se assombrar diante do banal”...


“Educar é mostrar a vida a quem ainda não a viu. A primeira tarefa da educação é ensinar a ver... É através dos olhos que as crianças tomam contato com a beleza e o fascínio do mundo.

(...) A educação se divide em duas partes: educação das habilidades e educação das sensibilidades. Sem a educação das sensibilidades todas as habilidades são tolas e sem sentido. "

(...) Os conhecimentos nos dão meios para viver. A sabedoria nos dá razões para viver.

(...) Na escola eu aprendi complicadas classificações botânicas, taxonomia, nomes latinos – mas esqueci. Mas nenhum professor jamais chamou minha atenção para a beleza de uma árvore ou para a curiosa simetria das folhas."
(Rubem Alves)

Nenhum comentário:

Postar um comentário