terça-feira, 5 de outubro de 2010

Pra não esquecer:


“A sabedoria é luminosa e nunca murcha. Facilmente é contemplada por aqueles que a amam, e é encontrada pelos que a procuram. Ela até se antecipa, apressando-se a mostrar-se aos que a desejam. Quem por ela madruga não se cansa, pois a encontrará sentada à porta. Meditar sobre ela é a perfeição do bom senso, e quem ficar acordado por causa dela em breve estará seguro. Pois ela mesma sai à procura dos que dela são dignos; cheia de bondade, mostra-se a eles nos caminhos e, em cada projeto, vai ao seu encontro. O princípio da Sabedoria é o mais sincero desejo da instrução; a preocupação pela instrução é o amor; o amor é a observância de suas leis; a observância das leis é garantia de incorruptibilidade, e a incorruptibilidade faz estar junto de Deus. Assim, o desejo da Sabedoria conduz ao Reino. Ó reis dos povos, se vos comprazeis em tronos e cetros, cultivai a Sabedoria e reinareis para sempre.”

(Sab. 6, 12-21)

Nenhum comentário:

Postar um comentário