quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Quando quero colo:


“O mais importante e bonito, do mundo é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas – mas que elas vão sempre mudando. Afinam ou desafinam. Verdade maior. É o que a vida me ensinou. Isso que me alegra, montão. E, outra coisa: o diabo, é às brutas; mas é Deus é traiçoeiro! Ah, uma, beleza de traiçoeiro – dá gosto! A força dele, quando quer – moço! – me dá o medo pavor! Deus vem vindo: ninguém não vê. Ele faz é na lei do mansinho – assim é o milagre. E Deus ataca bonito, se divertindo, se economiza. (Grande Sertão: Veredas, Guimarães Rosa)

Um comentário:

  1. O Rosa é tão certeiro, não? Leio-o e me calo, ele já disse tudo!

    ResponderExcluir