terça-feira, 30 de novembro de 2010

Dica: A mulher que chora


“Morrerei na ida para lá ou na volta?”, perguntou Binu.
As feiticeiras piscaram os olhos rapidamente enquanto examinavam o desenho formado pelos pedaços de casco de tartaruga sobre a esteira. “Você não tem medo da morte?”, perguntaram. “O seu desejo é morrer na volta?”
Binu aquiesceu. “Se eu puder entregar a roupa de frio a Qiliang”, disse, “morrerei feliz.”
As feiticeiras da aldeia dos Gravetos nunca haviam encontrado uma mulher assim. Com uma expressão de censura nos olhos, perguntaram: “Por qual tipo de roupa de frio masculina vale a pena morrer?”
“Roupas de frio para o meu marido, Qiliang: por elas vale a pena morrer”, respondeu Binu.

Su Tong nasceu em Suzhou, na China, em 1963, e hoje vive em Pequim. Autor de romances e contos, teve obras traduzidas para o inglês, o francês, o alemão e o italiano. Em 2009 venceu o Man Asian Literary Prize, a versão asiática do Booker Prize, com o livro “O barco para a redenção”. Seu romance Lanternas Vermelhas foi transformado em filme por Zhag Yimou em 1991.

Nenhum comentário:

Postar um comentário