sábado, 20 de novembro de 2010

Para Amel: Beckett 3


“(...) não consigo distinguir as palavras a lama abafa ou talvez uma língua estrangeira talvez ele esteja contando um lied no original talvez um estrangeiro


Um oriental meu sonho ele renunciou eu também renunciarei não terei mais desejos


Ele pode falar então isso é o principal ele tem o uso sem ter de fato pensado nisso eu devia ter pensado que ele não tinha não o tendo pessoalmente e um pouco mais em geral sem dúvida que só um modo de ser onde eu era a saber meu modo canção totalmente fora de propósito deveria ter pensado


Momento terrível em todo caso se jamais houve algum que perspectivas isto encerra a primeira fase de nossa vida em comum e libera a segunda e por sua vez última mais fértil em vicissitudes e peripécias a melhor da minha vida talvez melhor momento quero dizer é difícil escolher (...)”


In Como é, Samuel Beckett, Iluminuras, SP, 2003.

Nenhum comentário:

Postar um comentário