quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Para o meu pai, feliz aniversário!

Um sonho de Juana

Ela perambula pelo mercado de sonhos. As vendedoras estenderam sonhos sobre grandes panos no chão.

Chega ao mercado o avô de Juana, muito triste porque faz muito tempo que não sonha. Juana o leva pela mão e ajuda-o a escolher sonhos, sonhos de marzipã ou algodão, asas para voar dormindo, e vão-se embora os dois tão carregados de sonhos que não haverá bastante noite.

in Mulheres, Eduardo Galeano, L&PM Pocket, Porto Alegre, 2004

Nenhum comentário:

Postar um comentário