terça-feira, 5 de abril de 2011

Acorde 1


O dia chegou sombrio. E eu sonhara em azul. Tudo estava azul: o chão, o teto, as paredes, eu e ele, meu par. Dançávamos. E a música era azul. E tudo era silêncio. Pura paz. Mas o dia chegou. Sem luz, sem música, sem cor. Sombras. Indistinta dor. Ruídos. Tropeços. Quanta perda. Quanta vaidade. Vã. Afinal, o sonho era azul...

Nenhum comentário:

Postar um comentário