domingo, 22 de maio de 2011

Diretamente de Cannes.... pequenas pérolas (verdadeiras):


Foi muito bom ‘encontrar’ Peter Fonda em Cannes. Bom motivo para lembrar Easy Rider, especialmente nestes tempos de ‘revival’, é uma ótima dica para quem quer refletir, refazer, ser melhor. Defensor da causa ambientalista, Fonda co-produziu o documentário "The Big Fix", de Rebecca e Josh Tickell, que conta a história da explosão da plataforma de extração da BP no Golfo do México, que provocou a maior catástrofe ambiental da história dos Estados Unidos. A produção é o único que compete na seleção oficial de Cannes este ano.Fonda acusa Washington de tentar manipular a situação e enganar o público.


 Penélope Cruz, a espertinha: “A companhia de Johnny é meio viciante: ele é uma pessoa inteligentíssima, charmosa, divertida. E não sei como ele faz, mas a cada novo filme ele está melhor. Não um pouco melhor: muito melhor. E não é só isso: ele é uma das melhores pessoas que encontrei no show business. É leal, verdadeiro, confiável. Só tem um problema com Johnny: eu não consigo parar de rir quando estou trabalhando com ele. Ele é muito engraçado, tem um senso de humor peculiar.”

 
A atriz Faye Dunaway recebe medalha da Ordem das Artes e Letras de Frederic Mitterrand, em Cannes. Falamos sobre Faye aqui quando sugerimos o lindo “Crown, o magnífico’, com o inesquecível Steve McQueen. Faye é uma das maiores atrizes da história do cinema, e sobreviveu aos escândalos, à mídia, às festas, às cirurgias. 

Jodie Foster sai descalça e com os sapatos na mão de festa em Cannes. Ela também pode. Jodie Foster é personalidade ao pé da letra; estrela hollydiana desde a infância, Jodie é grande atriz, diretora e produtora. Jodie é uma mulher inteligente e linda. E sabe que isso não é nada demais, foi o que ela disse certa vez. Está em Cannes promovendo o filme "Um Novo Despertar", que dirigiu e atuou junto com Mel Gibson. Este, por sua vez, começou a falar ‘recomeçar’. É sempre bom, né?

Nenhum comentário:

Postar um comentário