segunda-feira, 2 de maio de 2011

Pensamento do dia 3 - Primeira temporada


"A ferrugem não desceu da maresia.
partiu da chaga de um tronco.

De onde menos se espera,
há amizade da carne.
Seja no inferno, seja no paraíso,
existe um parente a nos entregar.

Recuuso-me a encontrar antigos colegas
e queimaduras de segundo grau,
submeter-me às comparações,
convencê-los de que estou diferente sendo igual.

Tropeçar no que escrevi é trair o que agora sou.
A cicatriz ainda dorme a ferida."


Fabrício Carpinejar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hilda, a mulher de coragem

Hoje, terça feira, 10 de abril: LETRA EM CENA A professora Eliane Robert de Moraes analisa a obra de Hilda Hilst. Nesta terça-feira (10)...