sábado, 14 de maio de 2011

PENSAMENTO do dia 5 – Primeira temporada



(...) “Mais do que certo, de pé e firme, muito firme, entalhado nas vigas,
Possante como um cavalo, afetuoso, altivo, elétrico,
Aqui estamos, eu e este mistério.

Clara e suave é a minha alma, claro e suave tudo o que não é aminha alma.

Faltando um, faltam ambos, e o visível é prova do invisível,
Até que se torne invisível e por sua vez seja provado.

 Mostrando o melhor e separando-o, a idade afronta a idade,
Conhecendo a perfeita adequação e a justiça das coisas,
Enquanto discutem fico em silêncio,
Vou tomar banho e contemplar-me”.

In Canto de mim mesmo, Walt Whitman, Assírio & Alvim, Lisboa, 1992.

Nenhum comentário:

Postar um comentário