quarta-feira, 1 de junho de 2011

Festa do Cinema Nacional



Foi ontem o dia da festa 2011 do cinema brasileiro. A entrega de prêmios aconteceu no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro, com apresentação de Bruno Mazzeo e Fabiula Nascimento. O Canal Brasil transmitiu ao vivo, a partir de 21 horas. A produção nacional vem mostrando força, e a cada ano é evidente o ganho de qualidade, de pluralidade e quantidade de produções. O mais interessante desta festa é que o prêmio vem por voto do público. Vimos uma festa bonita e super-divertida. Bem Brasil.

Tropa de Elite 2 foi o grande vencedor do 10º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. O longa-metragem de maior bilheteria em 2010 conquistou os principais prêmios da noite - melhor filme, direção (José Padilha) e ator (Wagner Moura) - em um total de nove troféus. Foi uma cerimônia bem legal, descontraída. Penso que o Brasil ta ficando um país sério... E feliz. Houve uma emocionante homenagem para Norma Benguel que fez questão de agradecer ao público de pé. "Alguém me põe de pé!". A ordem foi atendida e, com o auxílio de Fabiula Nascimento, Norma foi aplaudida de pé.
A segunda homenagem foi para Remo Usai. Autor das trilhas sonoras de mais de 120 filmes, dos quais 85 são longa-metragens, Remo agradeceu e, bem humorado, salientou que "o cinema precisa de muita amizade, porque também tem muita briga", referindo-se em especial a Tim Rescala que lhe entregou o prêmio. Foi dele a trilha sonora da noite de gala inteira.

Venceram:
Melhor longa-metragem:
 -"Tropa de Elite 2"
Voto popular - "Tropa de Elite 2"
Melhor documentário:
 O homem que engarrafa nuvens - Voto popular – Dzi Croquettes
Melhor direção:
- José Padilha - "Tropa de Elite 2"
Melhor atriz:
- Glória Pires - "Lula, o Filho do Brasil"
Melhor ator:
- Wagner Moura - "Tropa de Elite 2"
Melhor atriz coadjuvante:
- Cássia Kiss - "Chico Xavier"
Melhor ator coadjuvante:
- André Mattos - "Tropa de Elite 2" e Caio Blat - "As melhores coisas do Mundo
Melhor longa-metragem infantil:
Eu e meu guarda-chuva
Melhor direção de fotografia:
- Lula Carvalho por "Tropa de Elite 2"
Melhor direção de arte:
- Adriam Cooper por Quincas Berro D’água
Melhor figurino:
- Kika Lopes por "Quincas Berro D`Água"
Melhor maquiagem:
- Rose Verçosa por "Chico Xavier"
Melhor efeitos visuais:
- Darren Bell, Geoff D. Scott e Renato Tilhe por Nosso Lar.
Melhor montagem ficção:
 - Daniel Rezende por "Tropa de Elite 2"
Melhor montagem documentário:
- Raphael Alvarez por "Dzi Croquettes"
Melhor som:
- Alessandro Laroca, Armando Torres Jr. e Leandro Lima por 'Tropa de Elite 2"
Melhor trilha sonora:
- Guto Graça Mello por "O Homem que Engarrafava Nuvens"
Melhor trilha sonora original:
- Jaques Morelenbaum por "Olhos Azuis"
Melhor curta-metragem ficção:
- "Recife Frio" dirigido por Kleber Mendonça Filho
Melhor curta-metragem documentário:
- "Geral" dirigido por Anna Azevedo
Melhor curta-metragem animação:
- "Tempestade" dirigido por Cesar Cabral

Melhor roteiro original:
- Braulio Mantovani e José Padilha - "Tropa de elite 2"
Melhor roteiro adaptado:
- Marcos Bernstein - "Chico Xavier"
Melhor longa-metragem estrangeiro:
O Segredo de seus olhos (Argentina / Espanha), de Juan José Campanella


(Nelson Xavier em Chico Xavier, o filme. Interpretação espetacular, digna de aplausos)

2 comentários:

  1. (o grande vencedor mesmo, foi o cinema brasileiro, e quem o assiste. eu confesso que gostei imenso do tropa de elite 2, sobretudo por focar a estrutura inabalável (?) do sistema, o inimigo é muito maior do que se pensa, e todos nós o alimentamos!)

    ResponderExcluir
  2. Sim, é a mais pura verdade. Também gostei demais de Tropa de Elite 2, nos mais diversos sentidos(seja a temática, o ponto de vista, a técnica, a versatilidade dos atores). No mais puro otimismo( e do alto dos meus cabelos brancos) digo que o sistema não é inabalável, e que a nossa resistência vai prevalecer! Obrigada por compartilhar; grande abraço.

    ResponderExcluir