terça-feira, 7 de junho de 2011

Saudades de Robert Altman


 De fato, quando descobri e comecei a perseguir Robert Altman, eu já o amava. Houve um tempo em que me deixava mergulhar na tela, embebia-me do filme e não me importava nem um pouco com seus autores. Gostava deles, pensava neles como verdadeiros astros, e isto significava fora, longe, distante. Inalcançáveis. Altman foi assim. Foi aos poucos que descobri que ‘aquele filme’, ‘aquele outro’ e também ‘este’, era assinado por ele. Homem difícil, tipo gênio.... assim indecifravel, inesgotável, tipo assim, humano. Raro.
Depois disso comecei a investiga-lo e soube por exemplo, da parceria dele com Sam Shepard, e apenas pensei ‘só podia ser’. Quando vi, ‘Voar é com os pássaros’, de 1971, fiquei muda por alguns dias. Já era uma mania , desde a infância. Também houve MASH, Nashville, Cenas da Vida, Theo e Vincent, Cerimônia de Casamento e tantos outros. Hoje estou pensando que Altman foi também um visionário; andei revendo filmes dele nesta semana, e encontrei coisas novas (é sempre assim com os gênios). Percebi uma boa fonte de Win Wenders (pode ser que este não admita e mesmo recuse isso, mas eu acho que está lá, e o engraçado é que depois de Win Wenders, meu diretor do coração é Altman – não sou muito coerente, algumas vezes mudo completamente de opinião, mas é certo que estes dois se mantêm me comovendo desde sempre). Altman experimentou os mais diversos gêneros; e hoje penso que foi o primeiro a fazer esta coisa fantástica que agora todo mundo reconhece o sentido: contar histórias como acontecem na vida: só sabemos pedacinhos. E temos muito a aprender com isso. Em 2001 ele fez, no gênero suspense, ‘Assassinato em Gosford Park’ (Gosford Park). Maravilhoso. De fato, ele iniciou a vida de cineasta em minisséries para TV, como ‘Alfred Hitchcock presents’, e a influência do mestre Alfred está lá (o capricho, a reflexão, a ironia, a incorrigível ousadia...). 
Foi um diretor superpremiado; bem reconhecido. Ainda bem. Assisti novamente Fool for Love, de 1985. Impressionante. O roteiro é de Shepard, autor da peça teatral em que se baseia o filme. Harry Dean Stanton (de Paris, Texas) também. Kim Basinger, quase estreante, está ótima. O filme foi indicado à Palma em Cannes, em 1986. Altman olhou sempre nos olhos da alma, e muitas vezes, desagradou-se, e não se fez de rogado. Gritou alto. Quase sempre ele parece usar um microscópio, e tudo se mostra forte e belo, mesmo quando aponta nosso pior. Nascido em 20 de fevereiro de 1925, na cidade de Kansas City, nos Estados Unidos, faleceu aos 81 anos, em 20 de novembro de 2006, depois de filmar A Última Noite, outro belíssimo filme. Fiel ao estilo Altman de ser, sabia estar se despedindo. Recebeu cinco indicações ao Oscar, na categoria de Melhor Diretor, por "M*A*S*H*", "Nashville, O Jogador", "Short Cuts - Cenas da Vida" e "Assassinato em Gosford Park".
"Eu sempre disse que fazer um filme é como fazer castelo de areia na praia. Você convida seus amigos e você os leva até lá, e eles dizem que você construiu essa bela estrutura. Então, você se senta e vê a maré chegar. Toma um drinque, vê a maré chegar e o oceano leva tudo embora. E aquele castelo de areia continua na sua mente. Agora, eu já construí cerca de 40 deles, e eu nunca me canso. Sou muito sortudo em minha carreira. Eu nunca dirigi um filme que não escolhi ou desenvolvi. Eu amo fazer cinema. Foi isto que me deu um direito de entrada no mundo e na condição humana, e por isso eu serei sempre agradecido."
 
(Altman agradecendo o Oscar honorário, pelo conjunto da obra em 2006)

Filmografia
1957: Os Delinquentes (The Delinquents)
1967: No Assombroso Mundo da Lua (Countdown)
1969: Uma Mulher Diferente (That Cold Day in the Park)
1970: Voar É com os Pássaros (Brewster McCloud)
1970: M*A*S*H (idem)
1971: Jogos e Trapaças/Quando os Homens são Homens (McCabe & Mrs. Miller)
1972: Imagens (Images)
1973: O Perigoso Adeus (The Long Goodbye)
1974: Renegados Até a Última Rajada (Thieves Like Us)
1974: Jogando com a Sorte (California Split)
1975: Nashville (idem)
1976: O Oeste Selvagem (Buffalo Bill and the Indians)
1977: Três Mulheres (Three Women)
1978: Cerimônia de Casamento (A Wedding)
1979: Quinteto (Quintet)
1980: Popeye (idem)
1980: Saúde, Política do Corpo (Health)
1982: James Dean, o Mito Sobrevive (Come Back to the Five and Dime, Jimmy Dean, Jimmy Dean)
1983: O Exército Inútil (Streamers)
1985: Louco de Amor (Fool for Love)
1986: Loucos Apaixonados e Incuráveis/Além da Terapia (Beyond Therapy)
1987: A Família Schwab (O.C. & Stiggs)
1988: Aria (idem)
1988: A Nave da Revolta (The Caine Mutiny Court-Martial)
1990: Van Gogh, Vida e Obra de um Gênio (Vincent and Theo)
1992: O Jogador (The Player)
1993: Short Cuts - Cenas da Vida (Short Cuts)
1994: Prêt-a-Porter (Ready to Wear)
1996: Kansas City (idem)
1998: Gun - Poder Mortal (Robert Altman's Gun)
1998: Até que a Morte nos Separe (The Gingerbread Man)
1999: A Fortuna de Cookie (Cookie's Fortune)
2000: Dr. T e as Mulheres (Dr. T & the Women)
2001: Assassinato em Gosford Park
2003: De Corpo e Alma 
2006: A Última Noite

Nenhum comentário:

Postar um comentário