sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Juventude e educação:


A juventude e o descontentamento

Cultura e Juventude 23 de agosto de 2011 às 17:08h

Por Fernando Vicário*

Tradução: Daniella Castanheira

(...) Talvez, o grande erro cometido hoje em dia nas abordagens sobre o futuro, seja o de não levar em conta a presença destes movimentos, de não escutar seus gritos, de manter uma visão superficial ao invés de se colocar na pele do outro, algo imprescindível para saber fazer política. As reformas educativas continuam sendo pensadas e tratadas com a mesma mentalidade do século XX, ficando para segundo plano em todos os governos. Já as políticas culturais, não conseguiram nem mesmo sair do XIX e são deixadas ainda mais de lado em todos os países, seja na America Latina, na Europa ou no mundo Árabe. Os líderes falam de assuntos que não chegam a ser colocados em prática – e isso todos já sabemos– o importante é ter a consciência de que está em jogo um novo modelo a ser construído, mas parece que as pessoas não entendem que as peças que estão em cima da mesa agora, não são as mesmas de antes. Não valem as mesmas regras, pois este é um novo jogo. Não vale continuar falando da juventude sem escutá-la. Continuar falando da cultura, restringindo-a a museus e bibliotecas. Não vale. Porque depois, quando as nossas casas forem queimadas, as nossas lojas destruídas, os nossos bairros invadidos e a nossa confortável existência perturbada, perguntaremos: “Mas eles não tinham tudo? O que aconteceu?”.

Não, eles não têm tudo, nós nos encarregamos de destruir o que existia, os deixamos sem chão, destruímos o meio ambiente, menosprezamos a educação, pervertemos as instituições, banalizamos a mídia e corrompemos a política. A criatividade é o que lhes resta, a cultura como espaço de criação de sentido, mas parece que não queremos, ainda assim, colocar os nossos recursos à sua disposição… Depois, não podemos nos queixar. (...)

*Fernando Vicário – É Diretor da Empresa Consultores Culturais (Espanha), presta serviços para diversas instituições internacionais Ibero-americanas e para projetos de Cultura e Educação em países da América Latina e Europa.


Você pode ler o artigo completo em:


http://www.cartacapital.com.br/politica/a-juventude-o-descontentamento-e-a-cultura  

ps: Belo trabalho, Dani. Estamos juntos nesta rota. Bjs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário