sexta-feira, 16 de setembro de 2011

KAFKA E MILENA

A ironia e a capacidade de ver panoramicamente também estão presentes na correspondência de Kafka. Suas relações amorosas, da mesma maneira, foram intensas e difíceis; por três vezes esteve noivo, nunca se casou. A quarta relação foi com Milena Jerenská, e foi profunda o suficiente para marcar a sua vida e a literatura. Ela era de uma família da alta burguesia de Praga, estava casada com um intelectual boêmio e morava em Viena. Seus encontros epistolares nos chegaram com o nome de “Cartas a Milena”. Esta carta que publicamos está entre as últimas que escreveu a ela, pois morreu pouco tempo depois, de tuberculose. Milena, em 1939, entregou todas as cartas que recebera de Kafka a Willy Haas e poucas semanas depois foi internada no campo de concentração de Ravensbruck, onde morreu em maio de 1944.

Nenhum comentário:

Postar um comentário