segunda-feira, 19 de setembro de 2011

SHOW DAS SETE É A MAIS NOVA PROGRAMAÇÃO CULTURAL DA CIDADE


A partir do dia 29 de Setembro mais um projeto cultural terá início em Belo Horizonte. Trata-se do “Show das Sete”, que sempre na última quinta-feira do mês e se tornará uma opção para quem tem interesse em boa música, comodidade e preço.

Com preços populares e o início mais cedo, os shows vão aumentar o fluxo de pessoas em locais nobres da cidade que, após o serviço, podem optar entre assistir a uma apresentação musical em vez de encarar a hora do rush. As atrações serão diversas e contarão com artistas mineiros, brasileiros e internacionais que fazem musica de qualidade.

Os eventos que já estão confirmados para este ano são: no dia 29 de setembro MARCOS SACRAMENTO que apresenta o show “Assis Valente – 100 Anos” ainda inédito em Belo Horizonte. No dia 27 de outubro é a vez de DORI CAYMMI, filho de Dorival Caymmi, subir ao palco. E por último no dia 24 de novembro, MÔNICA SALMASO apresentando o show “Alma Lírica Brasileira”. Todos os eventos acontecerão no Grande Teatro do Sesc Palladium, Rua Rio de Janeiro 1046.

Marcos Sacramento começou a carreira em uma banda de Pop/Rock dos anos 80 chamada Cão sem dono e aos poucos foi se direcionando para outros estilos de música. Em 1986 teve a primeira grande virada de sua carreira ao gravar um CD pelo Selo Funarte em que interpretava canções de Custódio Mesquita. A partir de então, as mudanças foram constantes na vida do cantor, fato que o levou a se apresentar em diferentes países.

Projeto: Show das Sete apresenta Marcos Sacramento – “Assis Valente – 100 Anos”
Data: 29 de setembro
Horário: 19 horas
Ingressos: R$ 20,00 inteira e R$ 10,00 meia entrada
Local: Teatro SESC Palladium
Endereço: Rua Rio de Janeiro 1046
Informações: 3214-5350
O homenageado, Assis Valente, é autor de sambas clássicos como “Brasil Pandeiro”, cantado até hoje nas rodas de samba de todo o Brasil e mundo afora, e “Camisa Listrada”, sucesso eternizado pela voz da “Pequena Notável” Carmem Miranda. O show reúne 15 obras de Assis Valente que incorporou e traduziu a malemolência do samba brasileiro. O repertório passa ainda por canções como “Isso Não se Atura”, gravação pouco conhecida de Carmem Miranda, “Uva de Caminhão” e as inesquecíveis “Fez Bobagem”, “Recenseamento” e “E o Mundo Não se Acabou”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário