domingo, 20 de novembro de 2011

Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças, para o Daniel.

  
Eternal Sunshine of the Spotless Mind, EUA, 2004, é um dos bons filmes da minha vida. E talvez seja o único em que eu realmente aplaudi Jim Carrey. É um filme inteligente, original, bonito, delicado e instigante. Tem roteiro de Charlie Kaufman que recebeu o Oscar de 2005, e que já inventou outras coisas interessantes, entre elas ‘Quero ser John Malkovich’ e ‘Sinédoque, Nova York’ – que também dirigiu. A maneira que ele o escreve é incrível, a saber, de trás pra frente. Destaca-se ainda, a mais que perfeita Kate Winslet – indicada ao Oscar por esse papel (quanto mais a vejo, mais a admiro; acho que ela é candidata a ícone absoluto, e estará no panteão dos deuses do cinema logo, logo). Aliás, o filme conta com um bom grupo de atores além dos protagonistas citados: Tom Wilkinson, Elijah Wood, Kisrten Dunst e Mark Ruffalo. O interessante roteiro já começa pelo fato de privilegiar a memória como um dos fundamentos daquilo a que chamamos humanização, e continua por enfatizar a realidade interior, o espaço mental de cada um em luta com o seu redor. Não é uma temática propriamente hollywoodiana, e o desenvolvimento é primoroso – bem humorado, sentimental sem ser piegas, profundo sem ser ininteligível; a trilha sonora é bonita e o figurino é lindo. A direção é de Michel Gondry. Em 2005, esse filme ganhou vários prêmios na Inglaterra, França, Dinamarca e Alemanha.




 
O argumento, contam, teria saído de um fragmento do poema de Alexander Pope: "How happy is the blameless vestal's lot! The world forgetting, by the world forgot. Eternal sunshine of the spotless mind! Each pray'r accepted, and each wish resign'd". A chamada do filme diz: ‘você pode apagar um amor de sua mente, mas apagar do seu coração é outra história’. Acho isso muito legal. E os diálogos são ótimos, reflexivos, inteligentes, e bem humorados. Embora cheio de clichês, estes são tão bem colocados, que nos atraem muito. Tipo:
 “Porque é que eu me apaixono por todas as mulheres que me dão um pouco de atenção?"
Resumindo: Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças é um ótimo programa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário