domingo, 13 de novembro de 2011

LEMBRETE 2:

 

“Que procuras? Tudo. Que desejas? – Nada.
Viajo sozinha com o meu coração.
Não ando perdida, mas desencontrada.
Levo o meu rumo na minha mão.”

In Despedida, Cecília Meireles, Flor de poemas, Nova Fronteira, Rj, 1983.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vladimir, Wim e Bruno. Existe vida inteligente.

A MORTE DE UM ATOR VLADIMIR SAFATLE Pode-se dizer que foi o momento mais maduro de uma carreira que trazia atrás de si uma sequênc...