domingo, 20 de novembro de 2011

LEMBRETE 9


“Não há outra forma de se alcançar a eternidade senão afundando no instante, nem outra forma de chegar à universalidade senão através da própria circunstância: o aqui e agora. A tarefa do escritor seria a de entrever os valores eternos que estão implícitos no drama social e político de seu tempo e lugar”.

in O escritor e seus fantasmas, Ernesto Sábato, Francisco Alves, RJ, 1982.

(aqui, Sábato com Saramago em 2004. Sábato morreu em abril/2011, prestes a completar 100 anos; é, com certeza, uma das personalidades que mais admiramos, e na qual nos miramos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário