quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

comemorando... outra vez, e sempre.

Ano passado (02/12/10) comemoramos aqui o DIA NACIONAL DO SAMBA, patrimônio cultural da humanidade. É amanhã, dia 02, já explicamos as razões da data em nossa festa ano passado. Acontece que hoje, 01 de dezembro, alguns comemoram o dia do sambista. E vice-versa. De qualquer maneira, estamos aí. Todo mundo já conhece nossa paixão pelo Paulinho da Viola, frequentador do clube e de nossa vida. E nossa admiração pela Marisa Monte. Então...
Em 2004, Gilberto Gil, então ministro da cultura, apresentou à UNESCO,  o pedido de tombamento do samba como Patrimônio Cultural da Humanidade, na categoria ‘Bem Imaterial', através do IPHAN. Em 2005, o samba-de-roda da Bahia foi reconhecido pelo órgão da ONU, Patrimônio Imaterial da Humanidade. Em 2007, o IPHAN deu registro oficial às matrizes do samba: samba de terreiro, partido-alto e samba-enredo.  




 

DANÇA DA SOLIDÃO

Solidão é lava
Que cobre tudo
Amargura em minha boca
Sorri seus dentes de chumbo...
Solidão, palavra
Cavada no coração
Resignado e mudo
No compasso da desilusão...
Viu!
Desilusão, desilusão
Danço eu, dança você
Na dança da solidão...
Camélia ficou viúva,
Joana se apaixonou,
Maria tentou a morte,
Por causa do seu amor...
Meu pai sempre me dizia:
Meu filho tome cuidado,
Quando eu penso no futuro,
Não esqueço o meu passado
Oh!...
Desilusão, desilusão
Danço eu, dança você
Na dança da solidão
Viu!
Desilusão, desilusão
Danço eu, dança você
Na dança da solidão...
Quando vem a madrugada
Meu pensamento vagueia
Corro os dedos na viola
Contemplando a lua cheia...
Apesar de tudo existe
Uma fonte de água pura
Quem beber daquela água
Não terá mais amargura
Oh!...

Nenhum comentário:

Postar um comentário