terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Para o Beto:

Essa história de "quem eu sou, sei eu', é uma brincadeira séria sobre o 'só sei que nada sei', ou 'ninguém sabe', ou... etc. Ou, como Lacan tentou ensinar-nos: 'Como me apraz'. Eis o eu. Ou seja, uma fantasia. Entendeu? 


Nenhum comentário:

Postar um comentário