sábado, 11 de fevereiro de 2012

VINCENT QUER VER O MAR

  Já nem sei mais quantas vezes citei aqui o doce Walt Whitman: ‘o que pode haver de menor ou maior que um toque?’, e hoje quero citar novamente para falar de ‘Vincent quer ver o mar’. É assim esse filme: simples, doce, forte, grande, vibrante. Preciso como um toque. Mais um belo filme alemão que toca fundo temas difíceis e modernos, e toca bem. Grandes atuações, com destaques para os tres jovens; linda trilha sonora e direção delicada. O filme é de 2010 e recebeu prêmios bem merecidos. Filme bom deixa a gente mais feliz, e este me deixou ‘psiquiatricamente’ de bem com a vida, e comigo também. Não precisam me entender, mas desejo que vocês usufruam este ótimo filme. Viva o cinema! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário