sábado, 29 de setembro de 2012

SÉRIE PROFETAS DA MODERNIDADE

HANNAH ARENDT


Memória e profundidade são o mesmo; a profundidade só pode ser alcançada pela recordação.
Além da liberação das necessidades da vida, o exercício da liberdade exige o convívio com outros homens em iguais condições e da existência de um espaço público organizado.
Além de sua vida privada, uma espécie de segunda vida, o 'bios politikos', exclui tudo que seja apenas necessário ou útil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hilda, a mulher de coragem

Hoje, terça feira, 10 de abril: LETRA EM CENA A professora Eliane Robert de Moraes analisa a obra de Hilda Hilst. Nesta terça-feira (10)...