domingo, 21 de outubro de 2012

SEMANA DE VIGÍLIA 1: Bertold Brecht

(...) 
Às cidades cheguei em tempo de desordem, quando reinava fome. Entre os homens cheguei em tempo de revolta, e me revoltei com eles. Assim passou o tempo que me foi dado na terra.
Comi entre batalhas, dormi entre assassinos, era descuidado no amor e olhava impaciente a natureza. Assim passou o tempo que me foi dado na terra.
Quando vivi, a rua levava ao pântano. A fala me denunciou ao carniceiro. Pouco poderia  fazer. Mas, esperava, os governantes ficavam mais seguros sem mim. Assim passou o tempo que me foi dado na terra.
(...)
Você s que emergirão da torrente em que nos afogamos, lembrem-se, ao falar de nossa fraqueza, do tempo sombrio a que escaparam.
(...)
Ai, nós que queríamos preparar o terreno para a bondade não podíamos ser bons.
(...)
Lembrem-se de nós com indulgência.”
(Bertold Brecht)

Nenhum comentário:

Postar um comentário