terça-feira, 20 de novembro de 2012

SÉRIE BITS: MPB


CAJUÍNA
Caetano Veloso
Existirmos... a que será que se destina?
Pois quando tu me deste a rosa pequenina
Vi que és um homem lindo e que se acaso a sina
De um menino infeliz não se nos ilumina...

Tão pouco turva-se a lágrima nordestina
E apenas a matéria vida era tão fina
E éramos olharmo-nos intacta retina
Da cajuína cristalina em Teresina...

  
p.s: e junto vai um abraço para Torquato. Lindo. E para o Renato. Lindo, lindos poetas.


 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A PRIMEIRA VEZ

(TERCEIRO CONTO DO LIVRO 'INCONTÁVEIS') A PRIMEIRA VEZ Ele bate a coronha da arma na minha cabeça e fico momentan...