segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

DIA UNIVERSAL DO PALHAÇO: 10 de dezembro

 
 (Chaplin maquiando-se em seu camarim)

Nossa homenagem para aqueles grandes e absolutos artistas, os palhaços, vai cantando um pouco o grande Carlitos. Vai com a emoção sólida, perene, inquebrantável, que os palhaços nos inspiram:  


(...)

Colo teus pedaços. Unidade
estranha é a tua, em mundo assim pulverizado.
E nós, que a cada passo nos cobrimos
e nos despimos e nos mascaramos,
mal retemos em ti o mesmo homem,
                aprendiz
                bombeiro
                caixeiro
                doceiro
                emigrante
                forçado
                maquinista
                noivo
                patinador
                soldado
                músico
                peregrino
                artista de circo
                marquês
                marinheiro
                carregador de piano
apenas sempre entretanto tu mesmo,
o que não está de acordo e é meigo,
o incapaz de propriedade, o pé
errante, a estrada
fugindo, o amigo
que desejaríamos reter
na chuva, no espelho, na memória
e todavia perdemos...

(...)

Fragmento de 'Canto ao Homem do Povo - Charles Chaplin' de Carlos Drummond de Andrade



 
(e assim é: tudo se encontra na verdade: Chaplin, Drummond, Paulo José... e O Palhaço. VIVA O CIRCO!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário