sábado, 19 de janeiro de 2013

AS AVENTURAS DE PI

 Assisti e fiquei contente. Com uma interrogação na cabeça, o que, no meu caso, é muito bom. E a pergunta não se refere à qualidade estética – incrivelmente lindo – do filme, à história super original, à delicadeza de Ang Lee, ao Moacir Scliar, nem à ecomania, nem a... pois é, é uma interrogação... e é bom. Sugiro a vocês. 
 

 “Onde estavas, quando lancei os fundamentos da terra? Informa-me, se tens o entendimento! Quem lhe deu as medidas, se sabes? Ou quem estendeu o cordel sobre ela? Onde encaixam as suas bases, ou quem assentou a sua pedra angular enquanto aclamavam em coro os astros da manhã e jubilavam todos os filhos de Deus? Quem fechou com portas do mar, quando ele irrompeu como se saísse das entranhas,quando eu lhe dava a nuvem por vestido e o envolvia de escuridão como de fralda? Eu o demarquei com meus imites e lhe pus ferrolho e portas, dizendo: ‘Até aqui chegarás, e não além; aqui dominarás as tuas ondas encapeladas!” (Jó, 38, 4-11)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário