domingo, 27 de janeiro de 2013

SÉRIE BITS: LITERATURA BRASILEIRA



“Dentro de minha casa o vento não penetrava, somente lá fora era frio e o vento assobiava. Mas veio alguém e abriu a porta. Meus pés gelaram e meus ouvidos escutaram os gemidos dos ventos.

Agora não posso deixar que fechem a porta. De que modo gozarei o calor e o silêncio de minha casa, sabendo como está frio e como venta além destas paredes?”

Fragmento de As laranjas iguais, Oswaldo França Júnior, Editora Nova Fronteira, RJ, 1985.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hilda, a mulher de coragem

Hoje, terça feira, 10 de abril: LETRA EM CENA A professora Eliane Robert de Moraes analisa a obra de Hilda Hilst. Nesta terça-feira (10)...