quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

SÉRIE BITS: POESIA BRASILEIRA



POETAS
Paulo Ricardo Pacheco
Reescrevem e premunizam. Cantam e calam.
Silenciam e desabafam. Riem e choram.
E por que choram, são poetas.
Descuidam e zelam. Caminham e param.
Estampam e apagam. Realizam e sonham.
E por que sonham são poetas.
Blasfemam e oram. Recomendam e proíbem.
Fazem e desfazem. Aplaudem e ridicularizam.
E por que são ridículos, são poetas.
Acham e perdem. Levam e trazem.
Produzem e destroem. Concordam e teimam.
E por que são teimosos, são poetas.
Aparecem e ocultam-se. Inanimam e animam.
Comovem e humilham. Alegram e entristecem.
E por que são tristes são poetas.
Acalmam e enlouquecem. Caem e levantam.
Fascinam e descontentam. Negam e amam.
E por que amam, são poetas.

In Poetas brasileiros de hoje 1986, Shogum Editora e Arte Ltda., RJ, 1986.

Nenhum comentário:

Postar um comentário