sábado, 9 de fevereiro de 2013

SÉRIE BITS: POESIA BRASILEIRA


A  APRENDIZAGEM AMARGA


chega um dia em que o dia se termina

antes que a noite caia inteiramente.

chega um dia em que a mão, já no caminho,

de repente se esquece do seu gesto.

chega um dia em que a lenha já não chega

para acender o fogo da lareira.

chega um dia em que o amor, que era infinito,

de repente se acaba, de repente.



força é saber amar doce e constante

com o encanto de rosa alta na haste,

para que o amor ferido não se acabe

na eternidade amarga de um instante.

In Faz Escuro mas eu Canto, Thiago de Mello, Civilização Brasileira, RJ, 1978.

Nenhum comentário:

Postar um comentário