domingo, 14 de abril de 2013

POETA DO MÊS: QUINTANA

mario-quintana (foto de Dulce Helfer)


Porto parado

No movimento
Lento
Das barcaças amarradas
O dia
Sonolento
Vai inventando as variações das nuvens...
 

IN Mário Quintana – A cor do invisível, Alfaguara, Objetiva, RJ, 2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NO FUNDO NÃO HAVIA ÁGUA ou ENTRE O SUJEITO E A COISA

( nota prévia: esse é o primeiro conto do livro INCONTÁVEIS,  de que publicamos o prefácio antes. Como dissemos é um livro denúncia. Denú...