domingo, 14 de abril de 2013

POETA DO MÊS: QUINTANA

mario-quintana (foto de Dulce Helfer)


Porto parado

No movimento
Lento
Das barcaças amarradas
O dia
Sonolento
Vai inventando as variações das nuvens...
 

IN Mário Quintana – A cor do invisível, Alfaguara, Objetiva, RJ, 2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vladimir, Wim e Bruno. Existe vida inteligente.

A MORTE DE UM ATOR VLADIMIR SAFATLE Pode-se dizer que foi o momento mais maduro de uma carreira que trazia atrás de si uma sequênc...