segunda-feira, 8 de abril de 2013

Uma dica: ALAIN DE BOTTON, mais uma vez

http://lust.pt/wp-content/uploads/2012/06/Lust-Almocos-Gratis-Diogo-Goncalves-entrevista-Alain-de-Botton-2.jpg
“Orgasmo – Utopia
Os orgasmos que nosso casal representativo acaba por desfrutar nesses primeiros momentos são, portanto, muito mais do que sensações físicas geradas pela fricção e pressão de órgãos sexuais obedecendo a um comando biológico de reprodução da espécie. O prazer do sexo está envolto no reconhecimento e na concessão de um distintivo selo de aprovação dos ingredientes de uma boa vida cuja presença detectamos em outra pessoa. Quanto mais analisamos o que  consideramos ‘sexy’, mais reconhecemos que o erotismo é a sensação de excitação ao encontrar outro ser humano que partilha os nossos valores e a nossa percepção do sentido da existência.
O orgasmo em si é o momento supremo no qual nossa solidão e nossa alienação são momentaneamente superadas. Tudo  o que apreciamos em nossos amantes – os comentários que fizeram, os sapatos que estão usando, o humor que emana de seus olhos ou rosto – combinam-se em uma destilação concentrada de prazer que deixa as duas partes incomparavelmente ternas e vulneráveis em relação ao outro.”

In Como pensar mais sobre sexo, Alain de Botton, Objetiva, Rj, 2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário