sexta-feira, 19 de julho de 2013

UMA SEMANA COM GARCIA LORCA 6



CLARO DE RELÓGIO

Sentei-me
Num claro do tempo.
Era um remanso
De silêncio,
De um branco silêncio,
Anel formidável
Onde os luzeiros
Se chocavam como os doze flutuantes
Números negros.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

NO FUNDO NÃO HAVIA ÁGUA ou ENTRE O SUJEITO E A COISA

( nota prévia: esse é o primeiro conto do livro INCONTÁVEIS,  de que publicamos o prefácio antes. Como dissemos é um livro denúncia. Denú...