domingo, 17 de novembro de 2013

LIVROS 1

 michel de montaigne
“Meu intento é passar mansa, não laboriosamente, o que me resta de vida: não há por quê me romper a cabeça, nem pela ciência, por mais que ela valha. Nada busco nos livros senão o prazer de um entretenimento honesto ou, estudando, a ciência que trata do conhecimento de mim mesmo e me ensina a bem morrer e viver. Não faço nada sem alegria”. (Montaigne,  in ‘Des Livres’, Essais)

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NO FUNDO NÃO HAVIA ÁGUA ou ENTRE O SUJEITO E A COISA

( nota prévia: esse é o primeiro conto do livro INCONTÁVEIS,  de que publicamos o prefácio antes. Como dissemos é um livro denúncia. Denú...