quinta-feira, 14 de novembro de 2013

PASSEIOS LITERÁRIOS



 Thomas Hardy

THOMAS HARDY (1840- 1928)

Filho de um próspero construtor, nasceu numa pequena aldeia na província de Dorset, Inglaterra, onde viveu uma infância feliz, entre músicos e admiradores de arte. Aos 16 anos começou a trabalhar como auxiliar de arquiteto em restauração de igrejas. Aos 22 anos foi a Londres pela primeira vez e sentiu-se jogado num mundo desconhecido e assustador. Era o mundo novo da revolução industrial e sua corte de miseráveis. Mas, logo logo, Thomas Hardy estava no círculos de intelectuais, trabalhando com o  famoso arquiteto Blomfield. Participava ativamente dos debates filosóficos e artísticos próprios da época. Dedicou-se, nessa época, aos estudos de história e sociologia e à leitura dos clássicos. Sua primeira publicação foi sobre arquitetura: ‘A Aplicação de tijolos coloridos e de Terracota na Arquitetura Moderna’. Voltou para sua cidade natal e retomou o trabalho de restauração de igrejas. Seu primeiro romance, enviado ao editor anonimamente (The Poor Man and the Lady, by the poor Man) provocou grande polêmica pela forte crítica social e não foi publicado. Apaixonado pelas artes, continuou escrevendo, mas suas primeiras publicações continuaram anônimas e não eram bem aceitas, tidas como ofensivas à moral. Hardy trabalhou intensamente e acabou por firmar-se como um dos autores ingleses mais celebrados, conhecedor absoluto da complexidade da vida campestre de sua época, comparado, nesse sentido, a Dickens quanto à vida urbana. O sucesso definitivo veio com ‘Tess dos d’Urbervilles’, com o máximo da ousadia crítica, e logo, ‘Judas, o Obscuro’, um dos mais tristes e contundentes romances já escritos. Hardy conheceu o sucesso e recebeu todas as honrarias que lhe eram devidas. Tem uma vastíssima e inspiradora obra, retrato insuperável de uma determinada sociedade.

 
 
Tess of the d'Urbervilles - Thomas Hardy 

Study of Thomas Hardy - Thomas Hardy 
 
p.s: belo filme, mais uma atuação corajosa e magnífica de Kate Winslet. Como havia dito Thomas Hardy sobre seu livro, este é também um filme 'endereçado, por um homem,  para homens e mulheres maduros'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário