sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

DOCES MISTÉRIOS PARA VOCÊS:




 A MÚSICA DAS ALMAS

Na manhã infinita as nuvens surgiram como a loucura numa alma
E o vento como o instinto desceu os braços das árvores que estrangularam a terra...
Depois veio a claridade, o grande céu, a paz dos campos...
Mas nos caminhos todos choravam com os rostos levados para o alto
Porque a vida tinha misteriosamente passado na tormenta.

In Poesia e Prosa Completa, Vinicius de Moraes, Editora Nova Aguilar, RJ, 1976.

Nenhum comentário:

Postar um comentário