quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

LEMBRANÇAS 1



Natal

A grande ocorrência
Que nos conta o sino
É que, na indigência
Nasce um menino.

Mil e novecentos
E cinquenta e três
Anos são peremptos
Dessa meninez.

Muito tempo faz...
Mas ninguém olvida
Que é um dia de paz...
Porque fez-se a vida.  (Natal de 1953)

In Vinicius de Moraes, Poesia Completa e Prosa, Editora Nova Aguilar, RJ, 1980.

 viniciusdemoraes


Nenhum comentário:

Postar um comentário

A PRIMEIRA VEZ

(TERCEIRO CONTO DO LIVRO 'INCONTÁVEIS') A PRIMEIRA VEZ Ele bate a coronha da arma na minha cabeça e fico momentan...