terça-feira, 31 de dezembro de 2013

LEMBRANÇAS VI

 


“Assim tudo acaba em silêncio e poesia...”

Fernando Pessoa, Carta a A. Casais Monteiro, 13/jan/1935, in Fernando Pessoa, Ficções 
do Interlúdio/1, Poemas completos de Alberto Caeiro, Editora Nova Fronteira, RJ, 1980.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NO FUNDO NÃO HAVIA ÁGUA ou ENTRE O SUJEITO E A COISA

( nota prévia: esse é o primeiro conto do livro INCONTÁVEIS,  de que publicamos o prefácio antes. Como dissemos é um livro denúncia. Denú...