terça-feira, 2 de setembro de 2014

UMA VISITA:

De súbito, o revoar de asas sobre minha cabeça. Voltei a cabeça e vi: dentro da sala o lindo pássaro azul me visitava. Completa minha alegria não fora o medo dos gatos e a fronteira dos vidros da janela. E minha angustiada paralisia: a ambiguidade da fobia de asas. Que alívio contar com bondade do coração sereno da Bel. Beija-flor, chamada Ela, sã e salva, aquecida entre as mãos e, em seguida, libertada na varanda, num vôo súbito em direção ao azul mais profundo do céu. Visita linda para uma manhã de sábado. Que gratidão!

Nenhum comentário:

Postar um comentário