sexta-feira, 3 de abril de 2015

Ops...

A infância...
A inocência... o Tonico doido! Meu primeiro mestre. Mostrou-me a beleza e a solidariedade das pedras...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A PRIMEIRA VEZ

(TERCEIRO CONTO DO LIVRO 'INCONTÁVEIS') A PRIMEIRA VEZ Ele bate a coronha da arma na minha cabeça e fico momentan...