quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

QUATRO



DEDOS

Roo a unha do mindinho,
Coço o ombro com o seu vizinho,
Enfio a aliança no pai-de-todos,
Tom o lápis entre
O fura-bolo e o mata-piolho.

Até meus dedos
Me parecem hóspedes.

In Os vaga-lumes desaparecem, José Narciso Bedran, Scriptum, BH, 2015.

presépios de natal iluminados

Nenhum comentário:

Postar um comentário